Sobre   Contato Usuário : Não conectado
Ultima Atualização : 26/02/2012 Data : 25 de Outubro de 2014  
Maze
 Caboclas
» Cachoeira
» Cayçara
» Iara
» Jurema
 Caboclos
» 7 Cachoeiras
» 7 Encruzilhadas
» 7 Pedreiras
» Araribóia
» Arruda
» Cachoeira
» Cobra Coral
» Pantera Negra
» Pena Branca
» Rompe-Mato
» Tupinambá
» Ubirajara
» Ventania
» Vira-Mundo
 Ciganas
» 7 Facadas
» da Estrada
» das Matas
» do Pantano
» Gira Mundo
» Salomé do Egito
» Sarita
» Sulamita
 Ciganos
» Damiani
» Pablo
» Ramires
» Rodrigo
 Guardiãs
» 7 Encruzilhadas
» 7 Saias
» 7 Véus
» A Bruxa de Évora
» da Calunga
» Dama da Noite
» das Almas
» do Cemitério
» do Lodo
» Maria Farrapo
» Maria Molambo
» Maria Padilha
» Maria Quitéria
» Menina
» Pantera Negra
» Rainha 7 Cruzeiros
» Rainha 7 Encruzilhadas
» Rainha Domitila
» Rainha Rainha da Praia
» Rosa Caveira
» Rosa da Noite
» Rosa Negra
» Sete Rosas
 Guardião
» 7 Cachoeiras
» 7 Capas
» 7 Catacumbas
» 7 Covas
» 7 Cruzeiros
» 7 Cruzes
» 7 Encruzilhadas
» 7 Lira
» 7 Pedras
» 7 Portas
» 7 Porteiras
» 7 Sombras
» 7 Trevas
» Arranca-Toco
» Calunga
» Caminaloa
» Capa Preta
» Caveira
» Cigano
» Cobra
» das Almas
» das Matas
» do Fogo
» do Lodo
» dos Cemitérios
» dos Rios
» dos Ventos
» Ganga
» Gira Mundo
» João Caveira
» Mangueira
» Marabá
» Marabô
» Maré
» Meia Noite
» Mirim
» Mor
» Morcego
» Pantera
» Pedra Negra
» Pimenta
» Pinga Fogo
» Quebra Galho
» Quirombô
» Rei 7 Encruzilhadas
» Rei 7 Lira
» Serpente
» Tatá Caveira
» Tiriri
» Tranca Ruas
» Tranca-Tudo
» Tronqueira
» Veludo
 Malandros
» Maria Navalha
» Zé Pilintra
 Pretos Velhos
» Benedito Aruanda
» João das Almas
» João Ramalho
» Joaquim de Angola
» Maria Conga
» Maria Redonda
» Rei Congo
» Vovó Catarina
 Boiadeiros
» João Boiadeiro
» Navizala
» Tobias

Caboclo Ubirajara

Caboclo Ubirajara

Segundo o próprio Ubirajara, ele era um guerreiro da tribo dos Tupinambá, e nasceu aproximadamente em 1556 no território onde hoje e á Bahia. Segundo seu Ubirajara, ele foi feito guerreiro muito jovem porque na quela época sua tribo estava em guerra com os homens brancos(Os portugueses) E sua tribo inimiga os tupiniquins, a maioria estava doente e os jovens eram recrutados e treinados muito sedo. Com 16 anos ele enfrentou os portugueses e quase foi morto, mais quando ele completou 20 anos destruiu mais de 200, e o líder branco foi comido pela tribo. Ele ganhou fama porque só foi vitória quando ele liderava, sua fama foi tanta que os portugueses já tinham medo de andar nas matas onde pertenciam os tupinambás, e principalmente do índio com os peitos largos, alguns portugueses chamavam seu Ubirajara de fantasma da morte, ou o próprio Diabo. Na nova lei estabelecida entre os tupinambas era devorar os que sobrevivessem, e piedade não era muito praticada entre eles, Ubirajara também invocava os espíritos da floresta, e principalmente os guerreiros e devoto firme de Tupã (Deus em tupi-guarani), gostava de usar arco e flecha, escalava perfeitamente as árvores, sanguinário, com uma aparência séria e bonita, forte, feição fechada, com 30 anos Ubirajara se torna Cacique e lidera mais uma investida contra o homem branco, nessa investida eles matam mais de 1000 portugueses e tem apenas 67 perdas. Ubirajara relata que nunca perdeu uma guerra, á única guerra que ele e sua tribo não ganhou foi a ignorância, pois com o ritual do canibalismo, ele e a tribo inteira pegaram doenças graves, doenças que os índios não estavam preparados para enfrentar, e sua tribo foi extinta em 1604, Ubirajara morreu doente por volta de 1580.

Essa e a história do Caboclo Ubirajara, contada por ele mesmo em uma oportunidade que tivemos para conversar. Ele me falou que muitos irmãos dizem que ele e seu nome e um nome de uma grande linha de umbanda, outros dizem que ele nunca foi índio, e isso só aumentou o mito Ubirajara, mais que ele deixe bem claro, fui índio brasileiro, guerreiro e hoje cumpro minha missão com meus irmãos e filhos de santo em nome de Deus.

Pontos Cantados

Neste lindo céu de anil

Que reflete nas ondas do mar

Com o sol chegou Ubirajara

E veio nos abençoar

Esta correndo mares e matas

E o horizonte que nos seduz

Por trás das montanhas é onde se esconde

Com este astro cheio de luz

É nosso guia nas escaladas

Companheiro nas grandes jornadas

Nossa fé, é nossa trilha

Seguindo seu rastro que sempre brilha

Esta correndo mares e matas

E o horizonte que nos seduz

Por trás das montanhas é onde se esconde

Com este astro cheio de luz




Corto língua, corto mironga

Corto língua de falador

Quando chego não há embaraço

Chegou Ubirajara do peito de aço




Ubirajara é caboclo, é flecheiro

Ubirajara veio no terreiro

Ele veio de Aruanda

Veio pra vencer demanda




Ai que penacho é aquele

É um penacho de arara

Ai quando rompe a mata virgem

É o caboclo Ubirajara




Oh, que penacho é aquele

Ë um penacho de arara

É quem rompe a mata virgem

É o Caboclo Ubirajara




Ele é Ubirajara

Seu saiote é de pena

Seu capacete é de Arara




Caminha Ubirajara, caminha

Já é hora de caminhar

 

Caminha Ubirajara, caminha

Já é hora de caminhar

 

É o Ogum que te chama na Terra

É Yemanja que te chama no Mar




Total de Comentários(6), clique aqui para adicionar um novo comentário
Responder
03/05/2013 08:24:35 por : Sergio
Caboclo Ubirajara nasceu na Hungrilha a mais de 800 anos, nao e a Hungria de hoje, ele faz parte das primeiras das entidades que aqui na terra para trabalhar e nos ajudar.
Responder
15/08/2012 05:57:19 por : uyara
caros amigos na verdade ele morreu com 24 anos mas lendas e assim não sabe onde começa e nem onde e o fim.
Responder
07/07/2012 04:21:30 por : aquele que vem das águas
Caríssima Raquel! Antes, você deve duvidar até mesmo da sua certeza! De 1556 a 1580 são 24 anos, e não 26 como você mesma calculou. Acredito que tudo o que foi escrito neste site, embora muito interessante e (quase) esclarecedor, deve ser visto apenas como literatura, e não como fundamento/mistério da nossa Umbanda. Os textos são bonitos e poéticos, mas contêm divergências. Basta parar e analisar. Quanto ao autor deste site, apenas tenho uma dúvida: como será o "tal" livro escrito por ele, se aqui percebemos tamanha falta de conhecimento da língua e estruturação de texto? Uma outra coisa me incomoda: pessoas que se dizem médiuns pedindo esclarecimentos sobre as próprias entidades. Sabe-se agora porque muitos discriminam a nossa religião. Pessoas são inspiradas, quando incorporadas, a agirem da forma como estava escrito neste ou naquele site, em um ou outro livro. Penso que a curiosidade não seja proibida ou pecaminosa, mas temos que ter discernimento. Os textos sobre os Orixás, Guias e Entidades não são scripts. Não temos que "atuar" conforme está sendo demonstrado. Os escritos fazem parte do estudo teórico, mas não devem servir como alicerce para se trabalhar em um centro. O maior conhecimento dos Espíritos de Umbanda vem através do trabalho árduo, da doutrina e da prática real da religião, respeitando os seus fundamentos.
Responder
07/07/2012 04:20:45 por : aquele que vem das águas
Caríssima Raquel! Antes, você deve duvidar até mesmo da sua certeza! De 1556 a 1580 são 24 anos, e não 26 como você mesma calculou. Acredito que tudo o que foi escrito neste site, embora muito interessante e (quase) esclarecedor, deve ser visto apenas como literatura, e não como fundamento/mistério da nossa Umbanda. Os textos são bonitos e poéticos, mas contêm divergências. Basta parar e analisar. Quanto ao autor deste site, apenas tenho uma dúvida: como será o "tal" livro escrito por ele, se aqui percebemos tamanha falta de conhecimento da língua e estruturação de texto? Uma outra coisa me incomoda: pessoas que se dizem médiuns pedindo esclarecimentos sobre as próprias entidades. Sabe-se agora porque muitos discriminam a nossa religião. Pessoas são inspiradas, quando incorporadas, a agirem da forma como estava escrito neste ou naquele site, em um ou outro livro. Penso que a curiosidade não seja proibida ou pecaminosa, mas temos que ter discernimento. Os textos sobre os Orixás, Guias e Entidades não são scripts. Não temos que "atuar" conforme está sendo demonstrado. Os escritos fazem parte do estudo teórico, mas não devem servir como alicerce para se trabalhar em um centro. O maior conhecimento dos Espíritos de Umbanda vem através do trabalho árduo, da doutrina e da prática real da religião, respeitando os seus fundamentos.
Responder
26/06/2012 02:20:38 por : RAQUEL PEREIRA DOS SANTOS
ele é realmente muito bonito mas me responda uma curiosidade. se ele nasceu em 1556 e morreu em 1580 como aos trinta anos ele foi cacique se pelas contas ele morreu aos 26 anos?
Visitas
3525310